12 de dezembro de 2019
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Benedicto Cohen (Bene)

Sobre Sonhos e Projeções
Publicado em: 04 de setembro de 2006, 15:57:36  -  Lido 3110 vez(es)



Tenho notado algumas pequenas confusões ou dúvidas, no que se refere a
projeções, principalmente por parte do pessoal que ainda está trabalhando para
conseguir a primeira projeção. Se bem que tudo isto esteja em livros e textos
projetivos, nunca é demais relembrar:

Existem vários tipos de projeção, e as mais comuns são as seguintes:

Aquelas onde vc deita, e antes de dormir induz a projeção, através de EV, etc. e
onde pode acontecer de vc se projetar antes mesmo de dormir, ou seja, sai direto
para a projeção, normalmente em seu próprio quarto, ou a partir dele.
Estas exigem um pouco de treino, é claro.

Aquelas onde vc aproveita um sonho lúcido (ou seja, um sonho onde vc tem
consciência de estar sonhando) para se projetar a partir dele. São usadas mais
por pessoas que tem facilidade em trabalhar sonhos lúcidos.

E existem aquelas onde vc dorme, e então 'acorda' projetado, normalmente num
ambiente estranho, ou inesperado (longe do quarto). Estas são as mais comuns, e
podem ocorrer em quaisquer situações, mesmo sem preparativos ou intenção de se
projetar. Entretanto, preparativos adequados podem favorecer e melhorar a
qualidade (lucidez) das projeções.

Segundo aprendemos, todo mundo se projeta quando dorme, mas só alguns de nós
temos consciência disto. As projeções que vc vivencia plenamente e nas quais vc
ESTÁ lá, bem presente, são chamadas de projeções 'conscientes'.

Mas mesmo nas projeções conscientes existe um variado grau de lucidez, que pode
ir desde a percepção de detalhes mínimos, coisa e tal, até projeções confusas,
que se misturam com sonhos e elementos oníricos, deixando a velha dúvida: 'foi
projeção ou sonho?'

O trabalho preparativo de meditação, mantras, EV, etc. visa exatamente melhorar
este nível de lucidez.

O mesmo se aplica aos lugares onde podemos ir parar. Se nossa energia estiver
densa, iremos para lugares densos. Se estivermos mais sutilizados, iremos para
lugares mais elevados. Se partirmos com desejos sexuais ou de qualquer outro
tipo, teremos maior chance de encontrar 'parceiros' com o mesmo tipo de desejo.
Se estivermos com a barriga cheia demais ou alcoolizados, coisa e tal, não
conseguiremos nos projetar para níveis mais sutis, e ficaremos nos planos mais
'pesados', próximos do físico. A lucidez também será prejudicada.

Assim, nossa própria 'densidade' é que determina, na maioria das vezes, o que
vamos encontrar pela frente. Aqui também, o trabalho preparatório e uma vidinha
mais regrada podem ajudar a atingir planos mais elevados.

Além disso, existem algumas características que diferenciam uma projeção de um
sonho:

- numa projeção sua consciência está 'dentro' de vc. Não é como se vc estivesse
vendo um filminho, onde vc é o personagem.

- sonhos têm começo, meio e fim, por mais extravagantes que possam ser. E se
forem analisados, terão algum significado inconsciente e simbólico. Projeções
não. Nas projeções vc simplesmente ESTÁ lá, em outro plano, e as coisas
acontecem.

- numa projeção consciente e lúcida a pessoa normalmente SABE que está
projetada. Num sonho comum a pessoa não sabe que está sonhando (com exceção dos
sonhos lúcidos, mas isso é outra coisa, algo entre sonho e projeção )

Sobre o medo, podemos falar de dois tipos básicos: o medo quando a pessoa
percebe que está para se projetar, e o medo que pode ocorrer durante uma
projeção.

No segundo caso, dificilmente a pessoa se apavora, ao perceber que está
projetada. Pelo contrário, a sensação é muito gratificante, e a pessoa chega até
a ficar em estado de euforia.

E mesmo que aconteça algo assustador por lá (não é uma coisa tão rotineira
assim, a maior parte das projeções costumam ser bem tranquilas), o próprio
cordão de prata se encarrega de puxar a pessoa de volta para o corpo físico, ao
primeiro sinal de pânico. O mecanismo de retração do cordão de prata está ligado
ao batimento cardíaco. Quando este se acelera por qualquer motivo, o cordão
entra imediatamente em ação.

Mas pode acontecer da pessoa sentir medo, ainda acordada, ao perceber a
proximidade de uma projeção (durante um EV, meditação, na transição entre a
vigília e o sono, etc.), em casos onde a pessoa está tentando se projetar sem
passar pelo sono.

Dificilmente uma pessoa com medo se projeta, pois o mesmo mecanismo descrito
acima a mantém no corpo físico.

Aí é que entra o preparo da pessoa. Uma pessoa que, mesmo sem ter nunca se
projetado, já leu e ouviu bastante sobre o assunto e sabe que não há riscos de
espécie alguma, com certeza estará mais preparada do que uma outra que está se
projetando meio 'no escuro'.
E aqui valem também os preparativos feitos antes de se projetar, de preferência
quando nos deitamos para dormir. Relaxamento físico, mentalizações e trabalhos
energéticos, além de favorecer o lado espiritual, servem também para espantar o
medo e deixar a pessoa num nível mais propício para se projetar.

Este medo, entretanto, só existe na hora da 'passagem' entre o físico e o
astral, pois como eu disse antes, é muito gratificante e gostoso, quando a
pessoa percebe que está realmente projetada .

Aliás, no princípio, o mais recomendável, para quem tem medo, é que a pessoa se
prepare energeticamente, faça exercícios e tudo, mas depois deixe-se adormecer,
para então 'acordar' projetada.

Bene
--
Benedicto Cohen (Bene)
beneluxbr@yahoo.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir